03/02/2009

Porquê testar em animais?

Esta é mais uma daquelas questões que me ultrapassam. Para mais, e como sou sensível à causa dos animais, é importante, para mim, fazer esta reflexão, quanto mais não seja para verificar se o meu racíocinio tem algum fundamento.
Vejamos os seguintes factos:
- existem marcas que testam os seus produtos em animais;
- existem, também, marcas, muitas delas conhecidas, que não testam os seus produtos em animais;
- tanto umas como outras, ainda que em alguns casos possa ser discutível (ver neste blog: Anatomia de um champô I - O que não queremos!)
, têm como objectivo desenvolver e vender produtos com qualidade.

Então se é possivel algumas marcas garantirem a qualidade dos seus produtos, sem testar em animais, porque não o fazem todas?...
Se existe uma ampla variedade de técnicas de pesquisa laboratorial*, sem utilização de animais que, para além de constituirem uma aproximação mais humana à ciência, podem ser mais rápidos, eficientes e baratos, porque é que estes métodos não são mais usados?...
A lei europeia (Article 7.2 of EU Directive 86/609/ECC) determina, de forma clara, que, sempre que haja um método alternativo de experimentar, sem o recurso a animais, este deve ser utilizado. Então,...porque é que não se cumpre a lei?

*alguns exemplos: cultura de células, tecidos e orgãos; micro-organismos, tal como bactérias; pesquisa molecular; simulações em computador, incluindo QSARs; estudo em populações (epidemiologia); estudos clínicos com voluntários humanos, etc.

Bom, uma coisa é certa, tal como a associação ANIMAL refere, eu acredito que “os animais não humanos existem pelas suas próprias razões e são possuidores de uma dignidade moral intrínseca que é absolutamente incompatível com o uso ou abuso de animais para qualquer fim humano”.
Para todos os que estão de acordo com o meu raciocínio, aqui ficam algumas informações:
- duas instituições, que considero serem idóneas e que trabalham activamente com o propósito de defender os direitos dos animais – PETA e ECEAE;
- Nestes sites poderam encontrar mais informações ilucidativas acerca deste assunto:
www.eceae.org
www.peta.org
www.caringconsumer.com
www.gocrueltyfree.org

- Se pretendem produtos ”cruelty-free”, procurem produtos com este logótipo, é a garantia que não são testados em animais.

Para os mais cépticos aqui fica um vídeo ilucidativo, penso que ninguém ficará indiferente.
video

Autor: People for the Ethical Treatment of Animals – 03-02-2009
Copyright rita c. Reprodução permitida desde que indicando o endereço:
http://osprodutosnaturais.blogspot.com/2009/02/porque-testar-em-animais.html